A atenção de distintos profissionais no campo das Ciências Humanas e Sociais a situações sociais que emergem no atendimento ao indivíduo, historicamente, demonstra que a abordagem centrada no mesmo não encontrava a ressonância desejada em virtude da compreensão mais ampla deste como parte de um organismo vivo: a família.

Esta compreensão, tendo como eixo teórico a Teoria Sistêmica, disseminou-se no campo do conhecimento e a partir de então, revestiu-se de tamanha importância que tem sido a abordagem mais utilizada em terapias com famílias: enquanto modalidade terapêutica, a terapia familiar emerge da convergência de diferentes áreas do conhecimento humano.

A compreensão da família como um microcosmo é imperativa no que tange a concepção de que tudo o que existe em todas as situações que envolvem o ser humano, encontra, guardadas as devidas proporções, eco na família e por conseguinte, numa estrutura mais ampla, a social.

Corroborando esta análise, vemos a relação inseparável entre Estado e Família e as relações interacionais presentes neste binômio, emergindo dessa relação a necessidade de uma intervenção estatal para proteção e preservação da família.

Neste contexto, inserem-se vários níveis de conhecimento, entre eles, a Antropologia, a Sociologia, a Psicologia e o Serviço Social, entre outros. Urge, assim, a necessidade de uma leitura e hermenêutica da realidade social dentro de um universo que contemple essa relação que hoje prima por um conjunto de contradições e desigualdades sociais.

Essa leitura e interpretação da relação Estado X Família, exige um posicionamento técnico pautado numa leitura ampliada das garantias sociais propostas na Constituição de 1988, denominada de Constituição Cidadã. As demandas sociais pautam-se em novos paradigmas e a exigência para a intervenção é de um profissional atualizado em relação ao contexto econômico, político, cultural e social.

Face ao exposto, depreende-se que a instituição Família ultrapassa fronteiras espaço-temporais, sendo as construções científicas acerca dela inesgotáveis. Face ao caráter imanente de estar em permanente mudanças, exige, desta forma, uma capacitação profissional que subsidie o compromisso com a liberdade e a justiça social, proposta esta assumida no curso que ora se inicia. 

Matrículas abertas - Início das aulas 12 de julho

 

Próxima aula 26 e 27 de julho – assista sem compromisso

 

Investimento

18 Parcelas de R$ 270,00 | Valor total do curso: R$ 4.860,00

Quero fazer minha pré matrícula agora

Entrada Inválida
E-mail inválido
Este número não parecer ser um telefone celular válido!
A Unida pode entrar em contato por WhatsApp através deste número?


Entrada Inválida
Entrada Inválida