Professor Osvaldo Ribeiro publica mais um artigo na Revista Horizontes

A partir de um recorte metodológico descritivo e de levantamento bibliográfico, na extensão que o presente instrumento de comunicação permite, o artigo apresenta um conjunto de treze teorias ou discursos sobre a religião. Mesmo quando o procedimento se revela passível de incongruência, procurou-se classificar as teorias e quase teorias em dois grupos: teorias ou quase teorias reducionistas e teorias e quase teorias não reducionistas. Foram tratadas como não reducionistas aquelas que se atêm ao conteúdo positivo da religião, sendo, por isso, classificadas como substantivas. Foram tratadas como reducionistas teorias que consideram a religião a partir de e em relação a sua expressão na sociedade, sendo também classificadas de funcionalistas. Conclui-se que, em grande medida, as teorias se sobrepõem, algumas delas constituindo desdobramentos necessários ou aprofundamentos críticos de teorias anteriores, de sorte que, em rotinas de pesquisas em Ciências das Religiões se poderiam conjugar diferentes teorias e quase teorias como quadro referencial teórico-metodológico.

Clique aqui para ler artigo completo na revista Horizonte